Blog com resenhas, sessões de jogos, novidades e dicas sobre Jogos de Tabuleiro!

Contato: clubetabuleirocps@gmail.com

Páginas

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Quarto - Versão Caseira !



Hoje vamos falar de um jogo realmente muito interessante: Quarto !


Quarto foi lançado em 1991 e muito resumidamente, trata-se de uma Versão moderna do nosso já conhecido "Jogo da Velha", embora em Quarto, as possibilidades são gigantescas e em síntese não lembra nada quanto ao Jogo em sí  do nosso já conhecido "Jogo da Velha".

Cito "Jogo da Velha", já que neste jogo o objetivo é conseguir alinhas suas 3 peças, tanto horizontalmente quanto ortogonalmente. No Jogo Quarto, você também tem como objetivo alinhar não 3 peças, mas 4 delas.




O problema começa com as peças, já que são 16 delas com 4 características distintas: Forma, Tamanho, Cor, Superfície (Com furo e sem furo).  Uma vez que você alinhe 4 peças quaisquer com 1 das 4 características, você vence a partida.

Uma característica interessante no Jogo Quarto, é que você escolhe 1 peça qualquer e entrega ao seu oponente, que posicionará esta peça no Tabuleiro. 

Repare que aqui começa o problema principal do Jogo, que é não dar chance do adversário conseguir completar 1 característica e vencer a partida.




Mais que apenas escolher uma peça e entregar ao adversário, você precisa prestar muita atenção nas peças que ainda estão disponíveis para serem escolhidas e se estas possibilidades darão possibilidades futuras de vitória ao adversário ou à você mesmo.

Muitas vezes ocorre de você entregar 1 peça ao adversário e ele não conseguir enxergar que dependendo da posição que será colocada no Tabuleiro, dará a vitória à ele.




Prestar atenção nas 4 características e como elas estão colocadas no Tabuleiro é essencial para a vitória e aí vem um aspecto que realmente consideramos muito interessante neste Jogo, que é saber "ler" o Jogo e ver as possibilidades futuras das peças que ainda não entraram em Jogo.

Parece muito simples escolher 1 peça e entregar ao adversário para que ele posicione no Tabuleiro, mas a escolha tem que ser a que menos possibilidades dê para se completar 1 característica.

Em muitas partidas, esta leitura do Jogo tornou-se complicada, pois existe um "embaralhamento" das características de cada peça e você pode passar por uma jogada que te levaria à vitoria, simplesmente por não prestar atenção em todas as peças do Jogo. Não só as que se encontram no Tabuleiro, como as que se encontram também fora.




Quarto é indicado para idade acima de 6 anos e realmente temos encontrado certa dificuldade de assimilação de como as coisas funcionam. Prestar atenção no Jogo aqui é essencial, pois um descuido seu e a vitória cai no colo do adversário.

Para aqueles que gostam de Jogos abstratos bem elaborados, Quarto é recomendação obrigatória !

Fizemos uma Versão Caseira de Papelão e vão perceber que nas peças, ainda faltou 1 característica, que seriam 2 formas diferentes. Solucionamos este problema simplesmente colocando uma Fita Isolante em volta das peças que seriam de uma determinada forma. Assim, mantivemos o trabalho e não precisamos refazê-lo. Esta Fita Isolante não aparece nas imagens, mas basta colocar 2 peças iguais e em 1 delas, colocar esta Fita, diferenciando as 2.




Colocamos imagens de todo processo de confecção de nossa Versão Caseira, já que utilizamos Caixas  de papelão vazias que seriam jogadas fora.

O resultado ficou bem interessante, embora tivéssemos achado um tanto confuso para um Jogo que exige atenção dos participantes !

Recomendamos !





























Um comentário:

Pedro "Fubanga" disse...

Oi, Wagner. Obrigado pelo post da versão caseira de Quarto. Estava pensando em me aventurar em versões caseiras de jogos abstratos pois estes são geralmente mais tranquilos de fazer com materiais simples. Uma solução interessante para você adicionar nessa sua versão seriam as peças redondas (li sobre a solução com fita isolante). Um material que pode ser usado é o rolo de papelão de papel higiênico. Vai ficar bem mais legal visualmente e condizente com a versão original.

Estou pensando em como será minha versão, mas quero que seja menor, mais fácil de manipular e guardar.

Também estou pensando em fazer uma versão caseira do Triangoli, jogo do ano passado da editora Clemens Gerhards. Eles fazem vários abstratos. Acho que a simplicidade do Triangoli me motivou a escolhe-lo como o primeiro.

Abraço!