Blog com resenhas, sessões de jogos, novidades e dicas sobre Jogos de Tabuleiro!

Contato: clubetabuleirocps@gmail.com

Páginas

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Elfenland !



Antes de mais nada quero dizer que adoro este Jogo !


Elfenland foi lançado em 1998 e seu Autor é Alan. R. Moon. Jogo indicado de 2 a 6 Jogadores, mas consideramos que o número ideal seja acima de 4, pois abaixo disso, existe uma certa facilidade na construção de "Rotas".




Do que se trata o Jogo ?

Em Elfenland, somos Elfos visitando cidades em busca de Marcadores de sua respectiva cor.

O Tabuleiro é composto de 20 cidades e no início do Jogo, 1 Marcador de cada Jogador deverá ser colocado em cada cidade. O objetivo dos jogadores é fazer Rotas à partir de uma cidade inicial (Todos os Elfos iniciam em uma mesma cidade) de forma a movimentar suas "Botinhas" e com isso ir pegando Marcadores na maior quantidade de cidades possível. Os Elfos são simbolizados no Jogo por estas "Botinhas".

Existem vários tipos diferentes Terrenos onde atravessam estas Rotas, como  Desertos, Montanhas, Rios, Florestas, etc e também diversos tipos de Meio de Transporte.

Cada Meio de Transporte tem uma vantagem em determinado tipo de Terreno. No Jogo, Tiles  e Cartas indicam Meios de Transportes e precisam ser combinados para que sua "Botinha" consiga fazer a Rota planejada.




Como são feitas as Rotas ?

Não vou explicar Regras aqui, mas em resumo cada Jogador recebe no início da Rodada alguns Tiles e Cartas e deverá combinar de forma que consiga fazer uma Rota eficiente, de forma que em uma mesma rodada, consiga pegar a maior quantidade de Marcadores possíveis.




Quais os problemas dos Jogadores ?

O Jogo é constituido de 4 Rodadas apenas e, em cada Rodada, à partir do Jogador inicial, cada um deverá colocar 1 Tile sobre alguma Rota no Tabuleiro. Desta forma, alternadamente todos os Jogadores vão colocando Tiles pelo Tabuleiro até que todos tenham terminado seu planejamento.

O que realmente complica no Jogo, é que após os Jogadores distribuirem os Tiles pelo Tabuleiro do Jogo, deverão descartar Cartas correspondentes, que dependendo do tipo de Terreno, pode ser 1 ou + Cartas.

Fazer uma combinação dos Tiles + Cartas é realmente complicado, principalmente pelo fato da Regra de colocação de Tiles nas Rotas alternar a colocação entre os Jogadores. Desta forma é possível que você comece colocando 1 Tile em alguma Rota que você tenha Carta e logo em seguida outro Jogador coloque outro Tile na Rota subsequente que você queria, porém, não correspondendo às Cartas que você tem na mão.

É preciso estar atentos às possibilidades, pois pode ocorrer também de você ser beneficiado por algum Tile colocado por outro Jogador.

Existem 2 Regras especiais que é a possibilidade de você Bloquear 1 Rota, porém, terá apenas 1 oportunidade de fazer isso durante a partida. Outra Regra refere-se a 1 Carta de Cidade que os Jogadores recebem no início da partida e que deve manter em segredo. Se ao final da partida, você terminar seu movimento nesta Cidade indicada nesta Carta, ganhará Pontos extras.




Quem vence a partida ?

Vence o jogador que no final da partida, conseguir pegar a maior quantidade de Marcadores.




O que achamos do Jogo ?

Botinhas andando pelo Tabuleiro ? Sim ! E engana-se quem pensa que este Jogo é bobinho.

Elfenland tem lá sua dose de sorte, pois os Tiles e Cartas podem não vir da forma que você considera interessante, mas o Jogo, de uma forma geral, dá aos Jogadores oportunidades de corrigir alguma Rota que outro Jogador reivindicou.

Jogo que exige uma boa visão espacial e um bom planejamento, pois dependendo do que fizer na distribuição dos Tiles pelo Tabuleiro, pode conseguir pegar vários Marcadores em uma rodada só.

Para quem não conhece, Elfenland é um bom Jogo para ter na coleção, pois agrada todas as idades e ainda não achamos quem não tenha gostado do Jogo.

Trata-se de um excelente Jogo familiar !

Recomendamos !



domingo, 8 de janeiro de 2017

GO !



Estávamos a algum tempo querendo fazer uma postagem sobre o Jogo GO, porém, por aqui, infelizmente não temos muitos jogadores de GO e ainda carecemos de jogar uma quantidade de partidas razoável para ter um ponto de vista nosso.

Por isso, resolvemos colocar um pequeno texto que explica um pouco do aparecimento do Jogo

Go, Weiqi ou Baduk é um jogo estratégico de soma zero e de informação perfeita para tabuleiro, em que duas pessoas posicionam pedras de cores opostas. Sua origem vem da antiga China, há cerca de 2.5 mil anos. O jogo é popular no leste da Ásia. O desenvolvimento do jogo pela Internet aumentou muito a sua popularidade no resto do mundo. O nome Go se originou da pronúncia japonesa de um antigo caractere (go), mas o jogo é chamado de 囲碁 (igo) no Japão. Em chinês seu nome é 圍棋 (trad.) / 围棋 (simp.) (pronúncia-se wéiqí ou Wei-Chi[1] ), e sua tradução significa “jogo de cercar (território)”. Também é conhecido como 바둑 (Baduk) na Coreia. É reconhecido como um jogo que envolve grande capacidade estratégica, tendo grande número de praticantes na Coreia, na China, no Japão, nos Estados Unidos e na Europa. Em outros lugares, como Brasil, é praticado basicamente pelos da diáspora asiática e curiosos. História O jogo de Go originou-se na China e suas primeiras referências conhecidas datam do século VI a.C (548 a.C.,Zuo Zhuan). Alguns estudiosos acreditam que o tabuleiro tenha evoluído de algum utensílio utilizado para marcar datas e épocas do ano. Uma lenda no entanto diz que o jogo foi criado como um instrumento do imperador Yao( 2337 – 2258 a.C.) para educar seu filho Danzhu, na disciplina, concentração e equilíbrio. Outros acreditam que o jogo tenha sido criado com propósitos divinatórios, para controle de enchentes ou ainda para simbolizar a ordem cosmológica. O jogo também teria sido usado por generais chineses para estabelecer estratégias de guerra. O jogo foi introduzido no Japão em 735 por um monge budista chamado Kibi Dajin,[1] e logo tornou-se popular entre as diversas classes sociais. No Japão o jogo tornou-se consistente e este país foi o primeiro a estabelecer um sistema de jogadores profissionais com pontuações e ordenações. Em 1924 neste país foi fundada a Nihon Ki-in uma academia com caráter acadêmico e federativo voltado para a propagação do Go através de torneios e concessão de títulos aos jogadores.





Ainda estamos nos enveredando no Jogo e apanhando um pouco, mas o Jogo mostra-se extremamente sólido e estratégico.

Saber posicionar as peças de forma a obter vantagens a médio e longo prazo faz o Jogo ter uma "Curva de aprendizagem" que não é nada curta e junta-se ainda o fato de ter pouquíssimos ou quase inexistentes números de participantes em determinadas cidades do País.

Em São Paulo, Capital, temos o Paulista GO Center http://www.paulistagocenter.com.br/ que procura divulgar e ter atividades mais rotineiras.




Quem joga GO geralmente possui o Jogo e tem alguns adeptos, fazendo com que o Jogo se torne de conhecimento de poucos.

Pretendemos aqui no Blog, começarmos a divulgar mais este Jogo, por ser de alto interesse por aqueles que gostam de Jogos sólidos, bem elaborados e Estratégicos.

Um dos aspectos que ainda pecamos no Jogo é entender um pouco mais sobre a Pontuação, mesmo antes de Estratégias daqui e dali, pois encontramos algumas dificuldades reais de entender como se processa toda a pontuação.




Nosso amigo Luis Borges Gomide fez uma Série de Vídeos explicativos sobre a Pontuação e para aqueles que querem conhecer como funciona, recomendamos acessar os Vídeos dele no Link abaixo:


Aos poucos, verão mais postagens aqui no Blog sobre o GO, bem como do Mahjong que é outro Jogo que temos por aqui, mas que também carece de jogadores.




Para aqueles que querem conhecer GO, sugerimos assistir Vídeos, bem como fazer pesquisas na Rede, pois existe um material consideravel à respeito deste Jogo, que embora seja muito difundido no Oriente, é quase um desconhecido por aqui !

Abraços !





quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Projeto muito interessante !





Todas as imagens fazem parte do Kit do Projeto !

Quem acompanha nosso Blog, já percebeu que sempre procuramos colocar informações sobre confecções de Versões Caseiras de Jogos, bem como divulgamos a Ecobrinquedoteca do Parque - Campinas SP, que tem como objetivo a consciência ambiental, de forma a reutilizar Materiais para outras finalidades, principalmente Jogos e Brinquedos.


Utilizar estes Materiais é uma boa forma de colocar a criatividade em dia, já que existe o trabalho de confecção propriamente dito, além do lúdico que é o jogar. Mais ainda, jogar ou brincar com aquilo que nós mesmos tivemos o trabalho de fazer, torna ainda mais interessante, pois acrescenta-se aqui a convivência com colegas, professores, pais e todos aqueles que estão com o mesmo propósito.





Queremos hoje apresentar um Projeto chamado  Kit Maker ÊBA, feita pela nossa colega Lisandra, que resume bem o que foi dito até aqui e aqui transcrevemossua ideia:


Estou desenvolvendo um jogo para projeto de graduação em Design. Basicamente consiste em um kit de iniciação maker para crianças como forma de incentivar a criatividade a partir da construção de brinquedos propostos em cartas desafio.

Dentre os maiores objetivos estão o combate ao consumismo na infância (tema que levantei para o projeto) e a otimização das interações entre pais e filhos, já que é um jogo para os dois experimentarem juntos. Isso porque cheguei à conclusão que criança não quer brinquedo e mais brinquedo, no fundo ela só quer alguém que brinque com ela... isso é muito mais valioso.

Em tempos de uma sociedade de consumo com brinquedos industrializados/ eletrônicos, os quais muitas vezes oferecem a brincadeira pronta para as crianças, vale a pena resgatar o estímulo à criatividade e à imaginação!

Pra vocês terem uma ideia de como está a primeira versão, aqui estão algumas fotos bacanas que tirei esses dias. Nelas vocês podem ver que o kit é composto de materiais básicos descartáveis como copos, palitos, canudos, grampos, elásticos, fita adesiva e tampinhas. Isso além de cartas com desafios que funcionam como mini projetinhos, direcionados pra idades de 4 a 8 anos.

Para maiores informações, colocamos o Link da página do Projeto no Facebook:




Projetos como este devem ser divulgados, já que busca unir a Consciência ambiental e também o Lúdico. Desta forma, é possível com um pouco de criatividade e Trabalho artesanal, confeccionar Jogos e Brinquedos que não deixam nada a desejar em ludicidade.

A busca por materiais alternativos, a escolha de cores, a confecção, o fazer, o estar ao lado trocando ideias é uma excelente forma de aumentarmos significamente a interação entre as pessoas.

A busca por Jogos e como adaptá-los de forma a não alterar as regras, faz deste Projeto algo realmente interessante, pois com custo praticamente zero, têm-se Jogos e Brinquedos que farão com que crianças passem horas se divertindo. Com isso é possível levar, principalmente para regiões carentes, Jogos e Brinquedos que dificilmente teriam estas crianças, condições para adquiri-las.



Além disso existe o "criar" e "jogar", de forma a desenvolver o raciocínio lógico e contribuir para uma melhoria nos estudos de quem tem este propósito.

Jogos existem aos montes, mas temos algumas preciosidades perdidas, que podem tornar com uma ferramente bem interessante na busca do conhecimento. Jogos matemáticos e abstratos são excelentes para o raciocínio lógico além de serem geralmente fáceis de serem feitos, pois basta 1 Tabuleiro (Que pode ser feito com Banner usado) e Tampinhas (Que econtramos aos montes jogados pela cidade). Jogos de destreza, onde a Coordenação é mais importante, também é uma excelente forma de trabalhar com crianças e grupos. Aqui então, se acrescente as brincadeiras de roda, cujo envolvimento de todos é direto.




Para o post não ficar longo, terminamos, por enquanto, e gostaríamos que mais pessoas se interessassem neste tipo de Projeto, pois desta forma, estaríamos fazendo nossa parte de divulgarmos o lúdico, mesmo que não existam condições para que elas existam.

Materiais encontramos aos montes jogados pelas nossas cidades, mas que possuem um potencial gigantesco para serem utilizados nestes Projetos. Cores, formas, tamanhos e texturas estão disponíveis à todos e cabe a nós transformá-los.




Desta forma estaremos dando nossa pequena contribuição e fazendo com que muitas crianças, principalmente as mais carentes, posssam também se divertir e brincar, desenvolvendo assim seu intelecto e contribuindo para deixar nossa sociedade um pouquinho melhor do que ela é !

Colocamos aqui um Link com as atividades que a Ecobrinquedoteca do Parque - Campinas SP fez em parceria com o SESC - Campinas, onde poderão ver várias imagens de Jogos e Brinquedos feitos com Materiais reutilizáveis:

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Pixel Cherry - customizando seus jogos

Olá pessoal !

Vamos apresentar para vocês uma opção muito legal de customização de jogos.
Estamos falando da nossa amiga Tuany Canzano.

Ela cria acessórios, cases, boxes e meeeples para boardgames. Os itens podem ser feitos em porcelana fria e mdf.

Pelas fotos que ela postou no facebook, já tínhamos uma ideia da qualidade que ela estava propondo, então resolvemos comprar e comprovar.

Nossa opinião:
Primeiro precisamos falar da atenção ao cliente. Muito solícita, atenciosa, com várias idéias e sugestões para melhorar o item, além da permitir muitas opções para o cliente escolher.
Atendimento nota 1.000 !!!
Todo o processo foi acompanhado com fotos e atualizações.

Resultado final:
Um absurdo de bem feito !!! Só quando você vê de perto é que consegue dimensionar a qualidade, principalmente nos cérebros. São pequenos mas com muitos detalhes !!!
A caixa veio muito bem acabada, imagem colada sem ranhuras ou partes soltas, nem cola em demasia. O interior é flocado, o que resultou numa cobertura homogênea e com aquela sensação aveludada. A impressão da imagem ficou 100%.

Nós recomendamos !!!

Contatos:

Tuany Canzano
Facebook Page:
https://m.facebook.com/PixelCherryShop/

Contatos:
canzanotuany@gmail.com
WhatsApp +55(11)988929999

Segue abaixo algumas imagens que fizemos e outras que a Tuany disponibilizou.








À todos, nossas bênçãos !


sábado, 5 de novembro de 2016

Wykersham !



Gostamos de jogos sólidos, sejam eles abstratos ou com algum Tema envolvido e Wykersham mostra uma competência pouco vista, principalmente por tratar-se de um Jogo com uma sorte envolvida na rolagem de Dados.


Este Jogo foi lançado em 1980 e embora abstrato, possui uma mecânica muito interessante para aqueles que gostam de jogos de raciocínio, mas que não desfaz de modo algum sua beleza lúdica mesmo com rolagem de Dados.

O Jogo é composto de um Tabuleiro com peças móveis, constituído de 7 Linhas, sendo as 2 Linhas externas fixas e as 5 Linhas internas móveis. Apenas a Linha central é constituída de 7 espaços sendo as 2 adjacentes à esta Linha sendo constituídas de 11 espaços. O Jogo também possui 2 Dados D6 que serão utilizados à vez de cada jogador.




Cada jogador possui ainda, em seu lado fixo do Tabuleiro, 2 espaços onde deverão ser colocadas 30 esferas de sua cor no espaço esquerdo. Ainda neste lado fixo, existe a informação de quais colunas correspondem aos resultados do Dado D6, que poderá ser 1, 2, 3, Dobro, 4, 5, 6.

O objetivo de cada jogador é conseguir colocar esferas nos espaços das Linhas, de forma a conseguir formar uma linha contínua de 5 esferas de sua cor, que poderá ser feito tanto na Vertical, como em alguma Diagonal. Se isso for feito, o jogador retira estas 5 esferas e coloca no seu espaço direito do lado fixo do Tabuleiro que está a seu lado.

Vence o Jogo, o jogador que no final da partida tiver mais esferas no espaço direito do lado fixo.




Como jogar:

O jogador deverá lançar os 2 Dados D6 e com os resultados posicionar 2 esferas conforme descrito abaixo:

- Dados com valores diferentes: Neste caso o jogador deverá posicionar 1 esfera em cada coluna referente ao resultado do Dado D6. Esta esfera poderá ser posicionada em qualquer Linha e logo após posicionar sua esfera, pode optar por deslizar esta Linha 1 espaço para a esquerda ou 1 espaço para a direita. Poderá optar por não deslizar a Linha se quiser.

- Dados com valores iguais (Dobros): Neste caso o jogador poderá optar por colocar 2 esferas em um mesmo espaço em qualquer Linha que corresponde ao Dobro ou mesmo colocar as 2 esferas em espaços diferentes (Linhas diferentes). Nestes 2 casos, também poderá optar por deslizar 1 espaço para esquerda ou 1 espaço para a direita se assim desejar.

Com as colocações das esferas e possível deslize das Linhas, o jogador vai procurar fazer com que 5 esferas de sua cor fiquem alinhadas, fazendo com isso que o jogador retire estas 5 esferas e coloque no espaço direito do lado fixo do Tabuleiro que está à sua frente.

Como cada jogador possui 30 esferas e sempre 2 delas a cada rodada entrarão no tabuleiro fazendo assim com que o Jogo como um todo tenha um total de 15 rodadas.

Cada espaço poderá comportar até 3 esferas de qualquer jogador.




O que achamos do Jogo:

Wykersham, embora desconhecido, preenche muito o quesito "Jogo" propriamente dito, pois mesmo com a sorte presente pela rolagem dos 2 Dados D6, ainda possibilita aos jogadores, opções bem interessantes de posicionamento, pois cada número pode ter até 5 opções de posicionamento das esferas, além da possibilidade de deslize da Linha inteira para direita ou esquerda.

A sorte então cai para um segundo plano, já que embora esteja presente, não amarra opções aos jogadores e torna-se uma mecânica até que bem interessante ao Jogo, pois tira a opção ideal muitas vezes  presentes em jogos apenas de posicionamento.

Gostamos demais dele por aqui e fizemos uma Versão utilizando Tampinhas de refrigerante coladas em placas de Acetato.

Embora seja um Jogo para apenas 2 Jogadores, compete em pé de igualdade como outros grandes clássicos para 2 jogadores já existentes e conhecidos, mesmo sendo um Jogo completamente desconhecido por parte de todos.

Para aqueles que quiserem testá-lo, basta um pouco de trabalho artesanal e têm-se um Jogo realmente bom e que tão boa surpresa causou a todos que jogaram.

Recomendamos !


quarta-feira, 2 de novembro de 2016

ARTHUR MACHEN - O Mestre do Horror - Editora Clock Tower

Olá pessoal !

O nosso amigo Denílson da editora Clock Tower está anunciando mais um grande livro:

ARTHUR MACHEN - O Mestre do Horror
histórias de horror sobrenatural
 

 
 
Os livros da editora Clock Tower já foram anunciados e comentados aqui no blog, então nem preciso falar da qualidade gráfica e do esmero na tradução e diagramação.
 
A Editora Clock Tower, conhecida pelos livros 'O Mundo Fantástico de H.P. Lovecraft', 'O Rei de Amarelo' e 'O Mundo Sombrio', tem o prazer de apresentar nosso mais novo projeto de financiamento coletivo, o livro:

ARTHUR MACHEN - O Mestre do Horror

Trata-se de um livro com obras de horror do escritor galês Arthur Machen, grande influência para os escritos de H.P. Lovecraft e um dos maiores nomes do gênero horror e fantasia.
O livro já conta com uma lista preliminar de contos:

1 – A luz interior
2 – A mão vermelha
3 – A pirâmide de fogo
4 – Ao abrir a porta
5 – As crianças da lagoa
6 – O grande deus pã
7 – O povo branco
8 – O sinete negro
9 – O vinho do demônio
10- Um jovem brilhante

Outros contos, o acabamento refinado e os extras (que são a marca da editora), a gente espera definir junto com você leitor (temos material já traduzido para 3 livros), já que esse é um livro participativo aonde aceitamos sugestões enquanto já rola a campanha de financiamento do livro que se estenderá apenas até o fim desse ano de 2016, agora com um preço especial (R$55,00) com diversas formas de pagamento (depósito, paypal, pagseguro e parcelado).

Independente da quantidade de livros no final da campanha o livro será impresso!

Mais informações sobre o livro nos links: