Blog com resenhas, sessões de jogos, novidades e dicas sobre Jogos de Tabuleiro!

Contato: clubetabuleirocps@gmail.com

Páginas

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Jogos como função educacionall!!!


Desde o início de meus estudos, e lá se vão longos anos, nunca me foi dada a chance de sentar numa mesa e jogar seja lá qual for o jogo, com os demais colegas... O tempo passou e hoje, com vários jogos nas "costas", me vem a dúvida do porque da não utilização dos jogos na educação de nossas crianças... Será o jogo encarado como "brincadeira de criança" somente??? Ou os profissionais da educação possuem também este vazio e não acredita que poucas horas por semana ou mês, sentados numa mesa, discutindo estratégias, não contribuirá em nada na educação???... Existem no mercado hoje, centenas, milhares de jogos que poderiam ser utilizados na educação, como matéria extra-curricular... E vou um pouco mais longe ainda, do porque não "criar" o jogo, de acordo com os gostos dos envolvidos... Hoje, câmera digital, celular, computador, impressora são elementos que não tínhamos na infância... É muito fácil fazer um "Super trunfo" com assuntos relacionados aos bairros de nossas cidades, parques, pássaros, animais, e mesmo algo mais concreto na administração pública como linhas de ônibus, hospitais, postos de saúde, escolas, universidades... Basta fotografar, criar as regras, imprimir e jogar... Mas me parece que esta "chave" não está nas mãos de nenhum educador... Somos amantes dos jogos de tabuleiro porque gostamos de discutir regras, estratégias, se este ou aquele tema foi bem abordado, se temos que planejar as jogadas a curto, médio ou longo prazo, enfim, um leque de opções que poderiam ser usados desde a infância até mesmo ao ensino superior... O uso de estratégias usadas durante a partida faz com que nos aprofundemos no conhecimento do jogo e nos assuntos relacionados à eles... Basta ver a discussão do jogo Axis & Allies (Jogo de guerra) na Ilha do Tabuleiro, que acabou virando uma verdadeira discussão literária sobre este ou aquele livro sobre a 2ª Guerra Mundial... Os jogos estão num plano que transcendem o fato do que denominamos "jogo"... Tudo que esta relacionado a eles acabam por dar ao educador subsídios para uma discussão, desde a discussão sobre a forma escrita das regras e se estas estão corretamente redigidas... um professor de português poderia utilizá-las como forma de incentivar a discussão; outras vezes a própria discussão como no exemplo dado sobre a 2ª querra mundial e sua utilização no jogo Axis & Allies será de muita valia numa aula de História; A utilização de diversas usinas de energia e suas consequências para o meio ambiente poderiam ser discutidos no Power Grid; A arte de saber administrar ações, produtos e decisões, poderiam muito bem serem utilizados num curso de administração... Enfim, são tantos os exemplos de jogos que tem função educacional que poderíamos ficar aqui mencionando vários e vários jogos, de todos os níveis, de todas as matérias... O aprender não se faz apenas através de livros e métodos utilizados; a utilização de jogos de tabuleiro seria uma saída "divertida" para que assuntos fossem aos poucos inseridos na vida dos estudantes... Se não existe um jogo para determinado assunto, então criemos ele!!! Acima de tudo, nós amantes de jogos, conseguimos enxergar uma luz onde muitos educadores não enxergam... É preciso se reciclar e abrir as portas para novos métodos... Assim, certamente, teremos maiores esperanças de um futuro melhor para todos os estudantes!!!
Imagem: Jogo Tigris & Euphrates
Fonte: Bgg

3 comentários:

Fausto disse...

Realmente é assunto pra bastante discussão. Infelizmente, como vc mesmo disse, parece que somente os board gamers parecem perceber a contribuição imediata desse recurso.
Na verdade é um pouco da resistência humana a mudanças, um pouco é o extremismo que as pessoas têm sob os jogos: ou é coisa de criança ou coisa de nerd...
Existe tb uma visão limitada das possibilidades, focada no jogo em si, e não nos desdobramentos que isso proporciona.
O que muitos não lembram é que jogos/treinamentos andam juntos. O Exército é seu maior consumidor, desde as origens do xadrez.
Cabe a nós e nossos filhos ampliar esse horizonte, contribuir para essa evolução.

Parabéns pelo post.

GamersPoA - Ubiratã Oliveira disse...

muito legal...
acho que tabuleiros e educação tem tudo a ver...relação interpessoal, regras a seguir, planejamento, estratégia, timing...sem contar a necessidade de interpretação, conhecimento em línguas, conhecimento relacionado a temática...
parabéns pelo post...

Carlos Abrunhosa disse...

Eu uso! Com os meus miúdos de 6 a 10 anos!